Padrões Familiares

Padrões Familiares

padrões familiares
Muitas de nossas escolhas e decisões que tomamos na vida são influenciadas diretamente pela nossa família, mesmo que inconscientemente. Às vezes, estamos tão acostumados e identificados com os hábitos e as tradições de nossas famílias que nem percebemos quando repetimos os mesmos padrões, principalmente quando formamos a nossa própria família.
E estar preso a estes padrões familiares tem um potencial limitador em nossa busca pela felicidade e plenitude. Não conseguimos ter uma consciência mais elevada sobre os nossos pensamentos, sentimentos e ações. Entendemos, inconscientemente, que aquele padrão é o certo e que não podemos ser diferente dele.
E estes padrões podem ser de diferentes naturezas como o papel de um primogênito, a carreira profissional a seguir, a forma de se relacionar com familiares, o modelo de um casamento, a maneira de educar um filho, entre outros.

Vencendo o medo da mudança

Quando conseguimos expandir a nossa consciência e perceber a influência destes padrões nas nossas vidas, vem um inimigo muito forte para não nos permitir mudar: o medo. Quando pensamos em quebrar algum destes padrões, podem surgir inúmeros sentimentos com relação a família, tais como de que não a honramos, não somos dignos do amor dela, não pertencemos a ela, de que o jeito da família é o certo, etc. E estes sentimentos geram um medo muito grande, que nos prende a estes padrões, afinal nosso ego tenta preservar e proteger o que já deu certo no passado, mesmo sendo contra a nossa essência, contra a nossa alma.
Para sairmos desta armadilha, um bom caminho é observar quais são estes sentimentos e crenças que geram o medo da mudança e aceita-los. Olhar para dentro e questionar se eles têm fundamento ou se são apenas crenças sem utilidade para nossas vidas. Neste último caso, uma vez que tomamos plena consciência sobre isto, nós liberamos este medo. A meditação e o Thetahealing® são ótimas ferramentas para conseguirmos nos libertar de padrões familiares limitantes!

Gratidão!

André Fukunaga

0 Comments

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>